O que seria Alcoolquímica? por Everton de Barros.

terça-feira, março 05, 2013

A Alcoolquímica é nada mais nada menos que o uso do álcool etílico e alguns outros derivados como o éter etílico, cloreto de etila, acido acético, acetato de Butila, butanol e acetona como insumo da indústria química. O processo de alcoolquímica foi implantado no Brasil por volta dos anos 20 do século passado. Porém com o advento e consolidação da indústria petroquímica, a Alcoolquímica acabou sendo esquecida pelo governo e pela sociedade.


A indústria alcoolquímica é um setor industrial que visa à obtenção de combustíveis e de matérias primas de uma forma sustentável ao meio ambiente; assim, diminuindo o impacto gerado por fontes não renováveis e poluentes ao meio ambiente.

Esse panorama industrial permaneceu até a década de 70 com o crescimento da indústria petroquímica no cenário econômico brasileiro. Porém, esse novo cenário só durou ate o ano de 1975, quando foi lançando o programa de álcool brasileiro, PROALCOOL.

Imagem:  http://www.afif.com.br/projetos/pro-alcool/




O governo brasileiro, por muito tempo, incentivou o programa Proálcool, que vinha crescendo aceleradamente até meados da década de 80. No entanto, a partir dessa década, o governo retirou o incentivo que dava ao programa, fazendo com que o etanol subisse de preço e ficasse equiparado ao preço da gasolina. Sendo assim, a indústria alcoolquímica voltou a ter um declínio, fazendo com que várias indústrias fechassem as portas por falta de mercado consumidor. Esta situação de declínio teve uma pausa com a invenção dos carros bicombustíveis, os famosos Flex, que aceitam, simultaneamente, tanto a gasolina quanto o etanol.

Mais informações sobre o Proálcool:


Abaixo vemos um esquema de outras utilidades que podem possuir o etanol na indústria.
Fonte:revista Quím. Nova vol.34 no.7 São Paulo 2011


Hoje em dia, com o crescimento do pensamento sustentável, a indústria alcoolquímica pode vir a ser um escape em matéria de energia sustentável. Apesar de possuir alguns produtos altamente poluentes ou agressivos ao meio ambiente, ela ainda e considerada uma indústria que não agride tanto o meio ambiente, se comparada à petroquímica.

Fonte: Química verde no Brasil: 2010-2030 - Ed. rev. e atual. - Brasília, DF: Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, 2010.


DÁ UM SORRISO AÊ!!!

Imagem: http://blogdoonyx.wordpress.com/2011/06/16/etanol-mais-caro-desincentivo-ate-na-distribuicao/


CURTA A PÁGINA DO QUÍMICA SUSTENTÁVEL